Arquivo do mês: setembro 2012

Perspectivas

            Imaginar uma narrativa, ou todas elas, sem protagonistas humanos, sem diálogos ou interações, somente pelo passado de cada objeto presente na situação. Objetos reunidos ali por ações e acontecimentos já ausentes, todos eles congelados no … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | Deixe um comentário

Malandragem

O prato à minha frente cheio de olho de peixe em conserva, pé de galinha meio cru e miúdos de codorna, e eu sem apetite algum: intenção evidente de despertar a fúria da minha avó. Come, que é o que … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | Deixe um comentário

A fada dos dentes

Tinha agora uma caveira de plástico. Estava esquecida na mureta do metrô, com uma única órbita insolente e a moleira móvel. Seu colega fazia a rua de cima, de modo que não teria que se explicar. Antes de apanhá-la, girou … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | Deixe um comentário

Pausa para umas cervejas

Acabara de estacionar no meio fio, colocava o cadeado na roda. -Bom dia chefia, moto de patrão hein? -Não, é minha mesmo. -Sóó, aí, que motoca que é essa aí? -É uma Tingalunga NT2. -Sóó, importada né? -Éé, da África … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | 1 Comentário

Tia

Sentada na banqueta ao lado das máquinas, estava prestes a falar comigo. Eu esperava. Óculos de armação redonda, bem cuidados, lente muito grossa e algo amarela, das que não se vê mais hoje, porque as modernas se tornaram mais baratas. … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | 2 Comentários

Aquela madrugada

                      Duas e quinze da manhã, hora que parecia ideal. Ligou o carro e, enquanto deixava o motor esquentar um pouco, procurou o cd mp3 de jazz no porta luvas, achou que Chet Baker era … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | 3 Comentários

O universo, esse conspirador

Meditava no ônibus. Manter-se na postura mais ereta possível consumia boa parte da energia que desejava focar no problema. Acreditava que a atenção era um jato de mijo, cavando buracos na areia das distrações. Imaginava um momento iluminado e misterioso … Continuar lendo

Publicado em cima da hora | 3 Comentários